Europa, eira do exílio e da vingança

Rui Nunes, A crisálida. Lisboa: Relógio d’Água, 2016, 46 p. Recebeste mais do que deste para me salvar, como te vou demonstrar. Em primeiro lugar, habitas na terra dos helenos, em vez da dos bárbaros, conheces a justiça e sabes usar das leis, sem recorrer à força.[1] Acolhendo na sua argumentação o valor negativo que […]

Rate this:

Read More…

“A Terceira Miséria” de Hélia Correia

Apesar de ser mais conhecida como romancista e dramaturga de destaque no actual panorama da literatura portuguesa, tendo conquistado vários prémios literários ao longo da sua obra, Hélia Correia estreou-se na literatura com a poesia. Publicou O Separar das Águas, em 1981, O Número dos Vivos em 1982 e A Pequena Morte/Esse Eterno Canto, em […]

Rate this:

Read More…

No esplendor das coisas ameaçadas

Profano, profano, profano. Profano o tempo, profana a terra, profana a língua, profana a lei. Tempo e terra, língua e lei, sem outro tamanho que não aquele que por si próprios possam produzir. Causa e consequência, circunstância, condição, isso que a si mesmo, e contra a estrita ideia de civilização, se pesa, se mede e […]

Rate this:

Read More…
Jaime Rocha

O silvo do vento

Jaime Rocha, Lâmina, Língua Morta, Lisboa 2014 “A intensidade metafórica da sua obra, como se verá, é a matriz deste livro, que confirma o percurso de Jaime Rocha como uma voz única na poesia portuguesa actual. Os poemas que compõem o livro já tinham sido anteriormente publicados em antologias, jornais e revistas várias, no período […]

Rate this:

Read More…

A mulher que venceu D. Juan

Marques, Teresa Martins, A Mulher que venceu Don Juan, editora Âncora, 2013. Muito conhecida pela sua obra ensaística, Teresa Martins Marques lançou recentemente o seu primeiro romance. 1989 foi o ano em que a autora venceu o Prémio de Ensaio José Régio com o manuscrito O Eu em Régio: a dicotomia do Logos e do […]

Rate this:

Read More…
Helena Vasconcelos

Humilhação e Glória

Vasconcelos, Helena, Humilhação e Glória, editora Quetzal, textos breves, Lisboa, 2012. Em 2009, Helena Vasconcelos surpreendeu-nos agradavelmente com o ensaio, A Infância é um Território Desconhecido. O território da infância, tão mal conhecido (e infantilizado), foi o seu objecto de investigação. O livro, se bem se lembram os seus leitores, foi discretamente recebido, apesar da […]

Rate this:

Read More…
Walter Benjamin

A débil luz entre as ruínas

Walter Benjamin, O Anjo da História, Obras escolhidas de Walter Benjamin, tradução de João Barrento, editora Assírio & Alvim, Lisboa, 2010. “Há um quadro de Klee intitulado Angelus Novus. Representa um anjo que parece preparar-se para se afastar de qualquer coisa que olha fixamente. Tem os olhos esbugalhados, a boca escancarada e as asas abertas. […]

Rate this:

Read More…