Cidália, «a mulher de vidro»

Cidália: a mulher de vidro Confusa e sem força, Cidália procura levantar-se da cama. Esforça-se, mas o corpo não lhe obedece. Olha para as suas mãos. A mão esquerda têm um cateter enfiado. Sente dor na garganta, provavelmente da lavagem ao estômago que fez. Quando está a tentar perceber o que lhe aconteceu, chegam uma […]

Rate this:

Read More…

A tartaruga de Bob Wilson

Podemos ver nesta obra como a presença da memória e da cultura literárias consolidam uma poética que estabelece permanentemente um diálogo com obras e autores da literatura universal, com o cinema, além de uma atenção constante à observação do quotidiano. A palavra aparece aqui como «um movimento do coração» (Neves, 2018, p. 9) que procura dar conta de uma fidelidade ao real, como diz o poeta: «acompanhar o ritmo ser-lhe pontual/ eis o mais próximo que podemos ambicionar/ de uma ideia de permanência» .

Rate this:

Read More…

O Cheiro da Savana pelo amanhecer

De olhos pregados ao azul do Atlântico, Irene voltou a Angola. Deixara tudo para trás, embarcara e resolvera fazer a viagem de barco, para sentir a errância com mais nitidez. Vários dias no mar e era a primeira vez que fazia aquela viagem, contornando a costa africana, ao largo. Por vezes, avistava o contorno amarelado […]

Rate this:

Read More…

Prémio PEN Ensaio 2020

O meu livro «Walter Benjamin: Melancolia e Revolução» (Editora EXclamação) venceu o Prémio PEN Ensaio ex-aequo com João Barrento: «Uma contra-música. Novos escritos llansolianos» (Editora Mariposa Azual). O Júri foi constituído por Fernanda Mota Alves, Fernanda Gil Costa e Miguel Serras Pereira.

Rate this:

Read More…

Domingo de Páscoa em quarentena

É uma experiência deveras estranha. Um domingo de primavera, com um tempo luminoso, vivido em casa. Felizmente, para muitos de nós, que temos conforto, também possuímos, além dos livros que sempre nos acompanham, a maravilhosa internet e as redes sociais que desempenham agora um papel importante no nosso isolamento. E é nesta espécie de ócio […]

Rate this:

Read More…

Escritos de quarentena

Para ser sincera, já não sei há quantos dias estou fechada em casa. Não me queixo, pois sei que há muita gente que, infelizmente, não pode estar resguardada e tem que trabalhar para podermos dar-nos a este luxo. Quando vou às compras, vejo os pobres empregados em contacto com milhares de pessoas que não sabem […]

Rate this:

Read More…

Apresentação de livro

No próximo dia 21 de Fevereiro, pelas 12 horas será apresentado o meu livro Asas de Saturno, publicado pela editora Exclamação, nas Correntes d’Escritas, na Póvoa, pela escritora Ana Cristina Silva. Apareça quem estiver por perto!

Rate this:

Read More…