Camões e Baco nas redes sociais

Texto de Helder Macedo publicado na Revista Caliban Fui informado de que a professora brasileira Luiza Nóbrega me atacou, em termos desabridos, nas redes sociais, acusando-me de ter plagiado as suas ideias sobre a significação de Baco n’Os Lusíadas. O ataque teria derivado da minha conferência intitulada “Portugal, filho de Baco”, proferida no recente lançamento… Read More

Rate this:

Um céu muito negro

A primeira semana do bufão Donald Trump, que transformou a Casa Branca num circo mediático, revelou-se pior do que imaginávamos. Nunca estive iludida acerca desta personagem histriónica, agora eleita por um povo que revela um profundo desespero e uma revolta muito bem direccionada contra as políticas anteriores. Nos meus piores pesadelos imaginei que uma parte… Read More

Rate this:

«Não te quero só palavra agnóstica»: Gabriela Rocha Martins

  agora-a-memória .agora o sopro  da face impressa sob a derme .depois  o canto-do-cisne em resguardo-amansado  pelo medo .depois um rasgo de vulgaridade Gabriela Rocha Martins, “A crispação de um toque a-fora o ser” Se uma paixão pudesse dizer-se de Gabriela Rocha Martins, essa seria a da memória. Não só como exercício poético, mas como… Read More

Rate this:

Não fosse a ponta do iceberg não seria grave

A propósito de uma crónica de Patrícia Reis no Blog Delito de Opinião, em que a escritora manifestava a sua indignação pelo facto de não ter sido escolhida uma única mulher, na lista dos cronistas de vários órgãos de comunicação, para falar de 2017, vieram à liça alguns despiques. Parece que não só achavam o facto normal… Read More

Rate this:

O Azul de amendoeiras que são brancas

Todo o pensamento começa por um poema. Alain, Commentaire sur «Le Jeune Parque», 1953. Quando as águas da filosofia se cruzam com as da poesia é natural que o rigor do pensamento escape por entre as suas margens e correntes, extravasando-as. O modo como as intuições e as múltiplas figurações do sentido as atravessam desafiam a formulação… Read More

Rate this:

Um novo contexto geopolítico. E nós?

A história não se repete ou, pelo menos não da mesma forma, mas existem factores, situações e conjunturas que configuram dinâmicas que se repetem, legitimadas por várias teorias e validadas pelo sufrágio popular. Quando Francis Fukuyama preconizava, na sua obra O Fim da História(1992), o advento de uma nova ordem social e política, muitas foram… Read More

Rate this:

Poemas de Alberto Pereira

 Poema II (Livro – Poemas com Alzheimer)   Os poemas não gostavam do meu bairro. A miséria era um arranha-céus, por isso, quando me perguntavam onde morava, dizia, Nova Iorque.   Havia homens com vinho no lugar do sangue. As mulheres cheiravam a um velório eterno, as crianças diziam coisas que os carteiros desconheciam.  … Read More

Rate this: