Mrs Haroy ou a memória da baleia

Jean Portante, um dos mais importantes luxemburgueses da actualidade, publica em Portugal o seu romance ultra-premiado e traduzido em várias línguas «Mrs Haroy ou a memória da baleia», pela editora Exclamação. Com uma obra vasta, tanto em poesia como na ficção, o autor marcará presença na apresentação do seu livro em Lisboa, a 16 de […]

Rate this:

Read More…

Apresentação

O livro «Walter Benjamin: Melancolia e Revolução» será apresentado na livraria FNAC do Centro Vasco da Gama, em Lisboa, pelas 18 horas. A apresentação estará a cargo de João Oliveira Duarte.

Rate this:

Read More…

Walter Benjamin: Melancolia e Revolução

Na próxima semana já pode encontrá-lo nas livrarias e pode ainda encomendá-lo aqui. Comecemos pelo paradoxo mais evidente, que, apesar de ter sido bastante analisado, nunca se nos afigura – e felizmente – tão claro e transparente como o desejaríamos: era Benjamin um pensador materialista ou teológico? Parece mais ou menos evidente que a conclusão […]

Rate this:

Read More…

A sombra avança, tapando a seara

A sombra avança, tapando a seara com o seu manto espesso que chama o uivo da noite o silvo da tempestade   Era um vento livre que corria e afagava as espigas era tal o relampejo, a luz que fulgia e nos fugia Na respiração que havia nos olhos das crianças   Era tal esse […]

Rate this:

Read More…

Aschenbach

Aschenbach caminhou por entre sombras Procurando, enlouquecido, A luz que haveria de salvá-lo.   Aschenbach percorria as escuras ruas de Veneza, soçobrando em cada rosto que lhe devolvia a decadência e a morte, almejando o sonho da beleza.   Tzadio, Tzadio luz na luz, caminhando na fímbria do mar apontando para o longe cada vez […]

Rate this:

Read More…

Um cavalo de fogo, a tua voz trémula

Im memoriam de António Ramos Rosa   Alucinada, entro no tropel dos teus versos soltos e largos, avassaladores, desenhando-se secretamente no rumor quase silêncio, inquieta, esta rosa do tempo lentamente florindo na noite.   Ah, assombro, assombro de um lugar onde já nem espaço tem para se abrigar, este frémito do coração, que bate ao […]

Rate this:

Read More…