Poema de Isabel Aguiar

... a única luz é um fio e não há nada a perder nunca há alguma coisa contrária à sua natureza o vosso rosto levanta-se com o sol o entorno é este pranto dos pássaros esperanto esperando-vos pão e côdea reunidos a caminho da mesma boca sem peixe o pássaro pode ser alcançado pelos gatos.…

Uma página na história contemporânea da Europa

No início, confesso, estava pouco crente na vitória do "Não", apesar de o desejar. A chantagem a que o povo grego se encontrava submetido, em todos os aspectos, a pressão internacional e as privações que se fizeram e fazem (e farão) sentir na Grécia, deixava pouca margem à nossa imaginação europeia, já pouco acostumada às…

Grande Prémio de Romance e Novela da APE

Os Memoráveis de Lídia Jorge, Cláudio e Constantino de Luísa Costa Gomes,Retrato de Rapaz de Mário Cláudio, Impunidade de H.G. Cancela e No Céu Não Há Limões de Sandro William Junqueira são os cinco finalistas do Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores (APE), anunciou esta terça-feira a direcção da APE. Os…

Rui Costa

Rui Costa: da reciclagem dos anjos

Os anjos são recicláveis e a literatura/controla o tráfego aéreo. No porão do/pensamento acenamos à suavidade,/enquanto Deus é uma sala de fisioterapia./Conservamos as fábricas de electricidade/em níveis aceitáveis de educação sentimental./Somos homens negros paridores da luz. Rui Costa, Breve ensaio sobre a potência, 29, p. 30. Rui Costa deixou-nos no início de 2012. Tinha 39 anos (nasceu em…

Adolfo Casais Monteiro: o estrangeiro definitivo

Uns dizem que os meus versos são tristes,/outros que são abstractos./Mas eu não tenho culpa que a carne da inteligência/seja triste, e inteligente. Adolfo Casais Monteiro, O Estrangeiro Definitivo, 1969. Toda a poesia é impura e se torna pura. Tem barro humano e é barro humano. Adolfo Casais Monteiro, A palavra Essencial, p.83. Passados 43…

Manuel Frias Martins

Manuel Frias Martins vence o Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho

O ensaísta, professor universitário e crítico Manuel Frias Martins está de parabéns! Acaba de vencer, com a sua obra Ensaio sobre a Espiritualidade Clandestina de José Saramago, o Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho, por decisão unânime do júri constituido por Helena Vasconcelos, António Pedro Pita e José Cândido Oliveira Martins. Ao longo da sua obra,…

Negro Marfim

O poeta Victor Oliveira Mateus acaba de publicar o seu novo livro de poemas em prosa, intitulado Negro Marfim, na editora Labirinto. Sobre este livro diz Miguel Real: Ler este livro é fazer prova de temeridade, de suportar às avessas o peso da vida, não pelo que passa nos jornais, nos cafés e nos bares, mas pelo que…

A morte é um Mestre que veio da Alemanha

E grita toquem mais doce a música da morte a morte é um mestre/Que veio da Alemanha(…)  (Celan, Sete Rosas mais Tarde, 1996, pp. 16, 17) A obra de Paul Celan, como sabemos, entrosa numa tradição poética que remonta a Wilhelm von Humboldt (1767-1835) e ganha uma notável expressão na hermenêutica de autores do século…

Prémio Camões para a Escritora Hélia Correia

A escritora Hélia Correia foi galardoada com o Prémio Camões 2015. É autora de uma obra vasta e polifacetada, entre a dramaturgia, romance, poesia e literatura para crianças.  Este Prémio veio realçar a excelsa qualidade da sua obra. Já em 2013 havia conquistado o Prémio Correntes d'Escrita 2013, com a sua obra de poesia A…