Para onde nos leva esta Europa?

Assistimos, hoje, não apenas ao desmoronamento da economia dos países mais fragilizados, como também ao arruinar da sua estabilidade política, como a mais pesada factura da austeridade. Olhar hoje para o governo grego, onde vemos agora Tsipras (há dois anos um profeta da esquerda em toda a Europa) isolado e, até, acusado de traição para com o seu povo, provoca uma consternação profunda, pois põe em causa todo o optimismo que havia, até aqui, na crença de se conseguir mudar o paradigma político da União Europeia.

Rate this:

Read More…
Advertisements

Que fazer quando tudo arde?

Ser-se fustigado(a) com a frase de Juncker, dizendo que a UE tem “um plano detalhado para a saída do Euro da Grécia” provoca-nos um calafrio, ainda que não de surpresa. É preciso “domesticar” os países europeus que viram na UE a sua esperança renovar-se com o sonho da saída de uma austeridade impiedosa. Apesar de […]

Rate this:

Read More…

Uma página na história contemporânea da Europa

No início, confesso, estava pouco crente na vitória do “Não”, apesar de o desejar. A chantagem a que o povo grego se encontrava submetido, em todos os aspectos, a pressão internacional e as privações que se fizeram e fazem (e farão) sentir na Grécia, deixava pouca margem à nossa imaginação europeia, já pouco acostumada às […]

Rate this:

Read More…