Daniel Jonas

“Nó”, de Daniel Jonas

Como o disse o próprio poeta, na entrevista a António Guerreiro, o poeta tem na linguagem as suas “pastagens” (parafraseando o próprio), no modo como a consciência histórica se apresenta na linguagem e no trabalho poético em particular. Ainda que exista no mundo como sujeito empírico e concreto, ele não é, no entanto, circunscrito pela…