Ironia, Interrupção e Montagem no Teatro Épico

Brecht opõe o seu teatro épico ao teatro, dramático no sentido estreito do termo, a partir do qual Aristóteles formulou a sua teoria. É por isso que Brecht apresenta a dramaturgia correspondente como não-aristotélica, tal como Riemann criou uma geometria não-euclideana. Walter Benjamin, “O que é o Teatro Épico”, Oeuvres III, p. 321. Brecht, segundo as biografias de Walter Benjamin, nunca lhe terá perdoado o … Continue reading Ironia, Interrupção e Montagem no Teatro Épico

Rate this:

Ironia, Interrupção e Montagem no Teatro ou o conceito brechtiano de “teatro épico”

Conferência na Esad no dia 20 de Outubro, pelas 18:30 horas Sinopse: A relação entre Bertold Brecht e Walter Benjamin intensificou-se durante o período de 1934, em que o filósofo esteve na casa de Brecht na Dinamarca, em Svendborg, desde Junho a Outubro. É justamente nessa época que Walter Benjamin discute com aquele a sua conferência (proferida em 1934) intitulada «O Autor como Produtor», que … Continue reading Ironia, Interrupção e Montagem no Teatro ou o conceito brechtiano de “teatro épico”

Rate this: